ORAÇÃO DE INTERCESSÃO

Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo, nós vos agradecemos a vida de Madre Leônia. Nós vos louvamos pela sua disponibilidade em cumprir a vossa vontade, seguindo Jesus Missionário e Redentor. Nós vos bendizemos pelo seu amor dedicado à Igreja, anunciando o Evangelho e servindo os irmãos e irmãs principalmente os mais pobres.

Suplicamo-vos ó Pai, a graça de amar e servir os pobres e a missão evangelizadora da Igreja. Que a Eucaristia e o Imaculado Coração de Maria nos ajudem a sermos fiéis ao vosso projeto divino, vivendo o ideal de amor e santidade a que somos chamados pelo batismo.

Concedei-nos, ó Pai misericordioso a glorificação de Madre Leônia, aqui na terra, para o incentivo nosso e de toda Santa Igreja. Por intercessão dela, vos pedimos a graça... (cada um pense, em silêncio na graçca que mais deseja receber de Deus). Por Cristo Nosso Senhor. Amém.


Imprimatur: +Dom Albano Cavallin


Londrina, 2 de fevereiro de 1998


Comunicar as graças alcançadas por intercessão de Madre Leônia Milito ao email tereclar@sercomtel.com.br

Arigatou Gozaimasu

Arigatou Gozaimasu
O blog recordar é viver agradece sua visita...

terça-feira, 30 de junho de 2009

Carpinteiro

video
Que possamos fazer tudo com amor e empenho...

segunda-feira, 29 de junho de 2009

domingo, 28 de junho de 2009

TIC TAC




O TEMPO
A hora está chegando, o nosso tempo está se esgotando e meu coração já se encontra chorando.
Meus olhos choram lágrimas sem fim, pois o TIC TAC do relógio não cessa de tocar sua melodia e levar embora os dias.
Nossos olhares se encontram brilhantes como o sol, e aquece nosso interior.
Nos meus lábios há um sorriso triste, pois meus dias sem você serão como a noite sem luar, como nuvens nebulosas que cobrem o brilho das estrelas cintilantes.
Meu paladar se torna amargo quando me dou conta que não mais irei saborear suas doces palavras de afeto e compreensão.
Nos meus ouvidos não mais soarão sua voz todos os dias, mas ao ouvir a nossa canção ouvirei a sua voz ressoando em meus ouvidos.
A suavidade do seu perfume no meu olfato, ficará impregnado para sempre, assim como o perfume da natureza é exalado por todos os lados.
Seu toque suave a acariciar-me me deixa embalada ao sono que me faz sonhar e flutuar levemente como a borboleta a voar.
Talvez quando o tempo se esgotar não terei mais com quem dialogar, não ouvirei mais suas palavras que me fazem CRESCER, CHORAR, AMAR e SORRIR, mas do meu coração e da minha mente jamais apagará o seu semblante com um toque Divino a me olhar.
Em minha vida jamais vivi algo tão grande como estou vivendo agora, mas o tempo passa rápido sem que eu possa agarrá-lo em minhas mãos, passa como o sopro da manhã dando lugar ao sol ardente e mais tarde à noite enluarada.
Em meu coração e nos meus sentidos, sua presença é sentida de forma inexplicável, pois fomos escolhidos por Deus para fazermos a experiência do AMOR.
A vida é feita de lágrimas e sorrisos que nos fazem crescer e aos poucos entender a dádiva que é o ciclo natural do viver.
Por mais que o tempo voe, vou sempre voar com meu pensamento e meu coração onde você estiver, pois jamais esquecerei o que é AMAR.
Ainda que o mundo esteja contra nós, sempre estarei ao seu lado, até que um dia um dos nossos corações cesse de bater, mas quem sabe mesmo assim estaremos ligados pelas alturas e pelas estrelas do Céu...

Tryssia

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Dos pés de Jesus

Dos pés de Jesus, saí para cuidar dos pobres e depois de cuidar dos pobres, voltai para retemperardes o vosso espírito aos pés de Jesus, no Santíssimo Sacramento do altar.
(Dom. Geraldo Fernandes Bijos - Primeiro Bispo e Arcebispo de Londrina - Fundador das Missionárias de Santo Antonio Maria Claret (Missionárias Claretianas); extraído de seus escritos de março/1958)

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Infância

A infância é um dos melhores tempos da vida, pois somos capazes de viver na inocência...
Inocência essa que nem sempre vivemos quando adultos...
Tryssia 16 de janeiro de 2006

domingo, 21 de junho de 2009

Distância

Temos uma distância entre o Oceano e o Céu!
Nós que estamos no OCEANO da vida terrena, podemos vislumbrar a beleza do Céu, mas não podemos tocá-lo!
Podemos ver o nascer o e pôr do Sol a cada dia, que nos traz uma esperança de vida!
Somos meros seres “solitários” caminhando à beira do Oceano de nossas ilusões e utopias!
Vislumbramos muitas vezes após uma tempestade um arco-íris no horizonte!
Buscamos fontes e nascentes para saciar a nossa sede de AMOR!
De um AMOR provado na Cruz ao qual muitas vezes o encontramos e não percebemos sua grandeza!
Já você, que está no CÉU e que repousa nas Mãos do Criador!
Tem o privilégio de contemplar do alto a beleza e a grandeza do Oceano e ainda pode tocá-lo!
Pode ver o Sol contemplando-o desde onde Ele foi criado!
A solidão e a busca de ilusões e utopias não mais existem, pois vives em um mundo real, onde a plenitude preenche todas as necessidades!
Onde estás não existe mais tempestades e a vida em plenitude é um Arco-Íris constante!
Encontrastes a Fonte e a Nascente do Amor que é JESUS CRISTO e contempla-o face a face!
Enquanto estamos aqui em baixo, contemplaremos essa constelação, onde certamente você está iluminando nossas “noites escuras”!

... Obrigada por fazer parte da minha vida. Que você seja sempre nossa (o) intercessora (o) junto ao DEUS TRINDADE e MARIA SANTÍSSIMA.
Até breve!!!

Tryssia Carmo
(Escrito em homenagem a todas aquelas pessoas que mais amamos que já partiram...)


sábado, 20 de junho de 2009

Coração de Maria

Solenidade do Coração Imaculado de Maria



Bendito o Senhor que vive pelos séculos!
Exulto no Senhor, minha salvação!
Por Jesus a Maria e por Maria a Jesus.
Celebrada a solenidade do Sagrado Coraçao de Jesus, eis a celebração do Coração Imaculado de Maria. O Coração de Jesus é sacratíssimo porque nEle habita toda a plenitude da divindade.
O Coração de Maria é Imaculado e dolorido e é templo digno do Espírito Santo.
Dois Corações, mas uma só chama de amor, dois Corações estreitamente unidos num único sacrifício de amor redentor e santificador.
Existe uma afinidade surpreendente também nos símbolos com que dois Corações se maniferam: O Coração de Jesus em Paray-le-Monial (1673-75) e o Coração de Maria em Fátima (1917).
Em Jesus: chama, coroa de espinhos, coração aberto. A chama mostra o amor, a coroa de espinhos, o sofrimento, o coração aberto, a fonte da graça. Do lado aberto de Cristo, como da fonte, nasce a Igreja.
Paralelamente em Maria: a chama, a coroa de espinhos, o lírio, amor, dor, candura imaculada.
O Coração de Jesus foi aberto pela lança, o de Maria, pela espada de dor...

Madre Leônia Milito (Fundadora das Missionárias de Santo Antonio Maria Claret)
Escrito estraído de seu diário espiritual do dia 07 de junho de 1975.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Maria Mãe e companheira na fé

メアリ 母と信じて私たちの仲間 Maria: Mãe nossa e companheira na fé.

http://translate.google.com/translate?client=tmpg&hl=pt&u=http%3A%2F%2Fmaenossa.blogspot.com%2F2009%2F05%2Fmaria-no-documento-de-aparecida.html&langpair=ptja> 19 de junho de 2009



O mundo

O mundo em que vivemos, está passando por inúmeros problemas aos quais toda humanidade é vítima de um tempo de fome, injustiças, indiferenças, enfim todo tipo de humilhação e discriminação ao ser humano.
Vivemos em um mundo onde o neo-liberalismo tomou conta de tudo e de todos, onde o poder e a competitividade reina descontroladamente. O consumismo desenfreado tira do ser humano sua boa essência colocada dentro de si pelo Criador.
Estamos vivendo num mundo onde estão sendo perdidos os valores e os conceitos de uma época onde o respeito ao ser humano tinha o mínimo de vez. O querer, o fazer e o poder fazem com que a pessoa seja manipulada de todas as formas.
Não falo somente de um mundo de trabalho, de dinheiro de tecnologia, mas também no mundo religioso, onde somos afetados pelos prazeres mundanos; fazendo com que os corações fiquem endurecidos e somos “incapazes” de perdoar ou aceitar nossos irmãos de comunidade por não aceitarmos a nós mesmos.
A Vida Religiosa passa por um tempo de muita dificuldade, onde o neoliberalismo entrou para dentro dos muros dos conventos. Mas é tempo de acordar e de revitalizar nossas vidas, não deixando que a competitividade reine nas casas religiosas.
Estamos perdendo o essencial do seguimento, ficando apegados em pequenas coisas mundanas que nos atingem dia-a-dia por todos os lados. Estamos nos esquecendo de olhar para a figura de Jesus, que é Deus, Deus Criador que chegou à condição de nascer de sua criatura para nos salvar, é nós somos incapazes de abrir nossos corações e nossas mentes para a colher nossos irmãos que vivem ao nosso lado em busca de um mesmo ideal, que é: o segmento radical a Jesus Cristo.
Aproveitemos ao máximo todas as oportunidades de trabalharmos nosso interior, pois o mundo está cheio de egoísmo e consumismo, por falta de um trabalho humano, pois nem todos têm a oportunidade de conhecer-se, tornando-se fechados e apegados ao materialismo desenfreado que atinge toda humanidade.
Jesus nos convida a andarmos na contramão do mundo, quer que sejamos autênticos e coerentes com nossas vidas, sendo protagonistas de nós mesmos...

“Rogo-vos irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que todos estejam em pleno acordo e que não haja entre vós divisões. Vivei em boa harmonia, no mesmo espírito e no mesmo sentimento.” (ICor 1,10)

Tryssia Carmo
Curitiba, 28 de janeiro de 2002



quinta-feira, 18 de junho de 2009

O filho (a) preferido (a)

Foto: (Eu e minha mãe)
O Filho preferido...

Certa vez perguntaram a uma mãe qual era seu filho preferido,
aquele que ela mais amava.
E ela,deixando entrever um sorriso,respondeu:
"nada é mais volúvel que um coração de mãe.
E, como mãe,lhe respondo:
o filho dileto, aquele a quem me dedico de corpo e alma,
É o meu filho doente, até que sare.
O que partiu, até que volte.
O que está cansado, até que descanse.
O que está com fome, até que se alimente.
O que está com sede, até que beba.
O que está estudando, até que aprenda.
O que está nu, até que se vista.
O que não trabalha, até que se empregue.
O que namora, até que se case.
O que casa, até que conviva.
O que é pai, até que os crie.
O que prometeu, até que se cumpra.
O que deve, até que pague.
O que chora, até que cale.
E já com o semblante bem distante daquele sorriso,completou:
o que já me deixou, até que o reencontre.

autor desconhecido


Photo Cube

Saudades

Sentir saudades é algo sublime, pois a saudade é a boa e doce lembrança de alguém amado e querido que tenha por um período compartilhado dos melhores e piores momentos da vida.
Sentir saudades é ter certeza de que mesmo na ausência física, o espírito e a alma estarão ligados por belos sentimentos como o amor, ao qual não morre jamais.
Sentir saudades é saber que um dia por força do destino não diremos mais até amanhã, mas podemos dizer até um dia, seja aqui ou em algum lugar nas alturas.
Sentir saudades é amar na plenitude uma criatura que é a imagem e a semelhança do Deus Criador, e vê-la como parte na imensa criação, voando livre como pássaro pelo ar.
Sentir saudades é guardar na mente e no coração as mais belas lembranças partilhadas, ainda que tenham sido em meio as lágrimas purificadoras ou em sorrisos cativantes.
Sentir saudades é sobretudo sentir que Deus nos fez para sermos felizes onde estivermos, com quem estivermos e mais que tudo é ter a certeza de que somos de Deus e Ele nos quer felizes.
Sentir saudades é amar, servir, partilhar, chorar, sorrir, gritar para todo mundo que o amor existe entre as pessoas que acreditam que Deus nos criou por AMOR...

Tryssia
02 de janeiro de 2002

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Meu Salmo


MEU SALMO

Quão admiráveis ó Senhor são suas obras.
Admirável é a sua criação harmoniosa, crias a natureza de tal forma que tudo se completa.
Animais e plantas completam-se num ciclo natural belo, animais e plantas entendem e acolhem seu Projeto sem mesmo terem raciocínio, tudo se completa e tudo é harmônico.
O cantar dos pássaros que soa aos ouvidos como uma canção melodiosa, cantos diferentes que formam a grande orquestra natural.
A beleza do vôo livre e leve da borboleta que trás paz ao coração.
Formas e cores belíssimas de cada flor que nasce no jardim revelam todo seu amor.
O verde predominante em toda natureza trás a esperança de que cada ser humano possa viver em harmonia com cada um de seus semelhantes, vendo em cada ser a face de seu Filho Jesus, mesmo que essa face esteja um tanto quanto desfigurada. Como no inverno as árvores secam e ficam sem vida, para que na primavera elas renasçam novamente dando um colorido todo especial à natureza.
Senhor que ama a tudo e a todos com igualdade, sem deixar que fiquemos sedentos de sua presença; encha os corações e as almas de amor, humildade, serenidade, paciência..., para que possamos viver em harmonia com toda criação.

Tryssia
22 de agosto de 2000

terça-feira, 16 de junho de 2009

Mãe te amo

video

As pedras choram


AS PEDRAS CHORAM

Por mais duras que sejam as pedras choram. Imóveis na praia deserta elas choram a solidão, as águas que escorrem nas pedras fazem com que elas chorem muitas vezes sem querer.
As pedras choram sua dureza, choram em saber que podem machucar ou ser causa de tropeço para outro ser.
As pedras choram de alegria ao perceber que nem tudo está perdido, choram ao perceber que têm serventia para muitos.
No decorrer do tempo as pedras vão sendo lapidadas, vão deixando serem trabalhadas e choram de alegria ao perceber que se transformaram em uma bela pedra; choram ao perceber que é uma bela pedra preciosa que pode dar vida a muitas coisas, que pode deixar de ser causa de tropeço e passar a ser causa de beleza.
Assim também é o ser humano, muitas vezes considerado “pedra”, que sem alguém esperar torna-se uma grande preciosidade.

Tryssia
30 de abril de 2000

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Parábola do Lápis


video


Gosto muito desta Parábola, pois retrata a nossa vida, somos esse "lápis" onde o conteúdo interior é o mais importante...


domingo, 14 de junho de 2009

Contemplação



CONTEMPLAÇÃO

Ao descer ao meu santuário interior em uma bela praia quase sempre deserta; ainda era escuro, pois o sol não havia nascido no vasto horizonte.
Chegando à bela praia, caminhando na areia orvalhada pelo sereno da madrugada, fui encontrando-me com minha comunidade interior, àquelas pessoas as quais tenho certa confiança e que sempre me acompanham, dentre elas Maria com a qual eu ia conversando e partilhando a vida; em um determinado momento perguntei a Ela de seu Filho Jesus Ela me disse que Ele viria assim que o sol nascesse, e continuamos caminhando...
Chegou a grande hora do nascer do sol, então paramos e ficamos olhando para o vasto horizonte que aos poucos ia clareando, e nisso junto com o sol aparecia Jesus radiante de alegria; de muito longe por sobre as águas do mar, já iluminada pelo sol, Ele foi chegando na praia onde nós estávamos.
Convidei para que Ele caminhasse conosco e fui ao seu lado, onde pudemos ir conversando; pedi para que Ele me levasse até a grande muralha de pedra existente em meu santuário interior, pois pela primeira vez eu queria entrar dentro dela. Nunca havia me atrevido ir até lá, pois achava fora do meu alcance e preferia vê-la somente de longe, mas com a beleza do nascer do sol fui impulsionada a ir até lá por isso pedi para que Jesus me acompanhasse, e conosco ia toda minha comunidade interior.
Subindo a alta montanha onde está situada a grande muralha de pedra, pedi para que entrasse comigo somente Jesus e Maria, pois para mim era algo muito novo.
Ao irmos entrando, íamos abrindo as portas e janelas para que os raios de sol pudessem entrar no interior de cada cômodo, alguns eram abertos com muita facilidade, outros tínhamos certa dificuldade, mas com esforço se abria e outros não conseguimos entrar, pois ainda estavam lacrados.
Frustrei-me um pouco, pois queria conhecer cada cômodo daquela imensa muralha de pedra com um interior muito vasto e com cômodos belíssimos; mas Jesus dizia que aos poucos no decorrer do tempo todos os cômodos iriam sendo abertos e iluminados pelo sol, mas que só o tempo poderia abri-los.
Lá dentro me deparei com muitas coisas belas, totalmente iluminadas e aquecidas pelos raios solares, encontrei no interior da muralha muitas belas recordações ocorridas em minha vida, retratos de meus potenciais iluminados e coloridos. Encontrei também cômodos com muita poeira a ser removida, mas que por debaixo dessa poeira há um brilho, basta limpar com cuidado para que ele apareça e irradie por toda muralha.
Nos cômodos que eu ainda não consegui entrar, sentia que algo de muito escondido havia ali dentro, algo que no passado foi marcado profundamente em mim e que eu não consigo abrir esse cômodo por medo de sofrer novamente; sinto que a chave para abrir todos os outros cômodos está guardada dentro desse, e sinto ainda que essa chave após descoberta será a chave que dará a resposta a todos os meus medos, inseguranças, dependências, necessidades...
Chegou o momento em que após saborear os espaços abertos e “entender” os espaços fechados, eu, Jesus e Maria fomos saindo de dentro da muralha e novamente fomos nos encontrar com minha comunidade interior. Contei a todos o que havia passado lá dentro e todos me incentivaram a continuar buscando a chave para minha libertação.
Aos poucos fui despedindo-me de toda minha comunidade interior, agradecendo a cada um por sua disponibilidade em estar comigo, sentia-me totalmente aquecida pelo calor do sol e agradecida por ter entrado dentro da muralha de pedra em companhia de Jesus e de Maria que me acompanharam ao longo desse desafio.
Ao final da minha contemplação sentia-me totalmente acolhida e aquecida pelo amor do Deus Trindade e de Maria Santíssima; percebia que para o sol aquecer meu interior é preciso de minha parte: abertura, docilidade, abandono, fé, despojamento e vontade para o amor de Deus agir em mim.
Terminava esse momento de graça e contemplação louvando e agradecendo a Deus Pai, a Deus Filho e a Deus Espírito Santo por agir em meu interior com paciência e gratuidade, por ouvir com atenção aos meus apelos e acolher minhas limitações e minhas necessidades.

“Não terás mais necessidades de sol para te alumiar, nem de lua para te iluminar: permanentemente terás por luz o Senhor, e teu Deus por resplendor.” (Is 60,19)

Tryssia (noviciado) - Curitiba/2001

Sim


SIM

Quando Deus diz faça-se tudo se transforma, o que era informe se torna concreto. Cada criatura é o Sim de Deus pronunciado; e uma de suas obras mais importantes são o homem e a mulher que é sua imagem e semelhança.
Como é belo contemplar a criação humana, este ser que tem vida e inteligência. Deus presente com a humanidade que Ele tanto ama e compreende.
Infelizmente a criatura tão amada de Deus peca e fica sem forças para reatar com o Criador e esse por sua vez vem ao encontro de sua criatura.
É difícil caminhar sem a presença de Deus, o caminho fica quase que impossível e sem sentido algum. Colocar-se a caminho é deixar o Sim de Deus dar eco a vida, o Sim de Deus na vida é confiança plena e o abandono total nos braços do Pai como uma criança na sua inocência.
Deixar ecoar o Sim de Deus em minha vida na dimensão profética nem sempre é fácil, pois profeta é aquele que também denuncia, e denunciar é mais difícil que anunciar.
Tudo é possível para Deus, quando Ele quer e quando dou espaço tudo se transforma de maneira belíssima.
Gabriel o enviado de Deus transforma a vida de Maria a escolhida para ser a Mãe do Salvador, Ela compreende a mensagem do Anjo e se abre ao Espírito Santo e deixa-se conduzir para que Jesus venha ao mundo.
Desinstalar-me com meu sim levando a todos bondade, amor, compreensão, acolhida, alegria, esperança; gerando luz para todos em especial aqueles que andam nas trevas. Se eu disser sim ao Deus Criador tudo pode se transformar em minha vida e na vida das outras pessoas, pois com o meu sim “um novo Cristo” pode nascer no coração das pessoas.
É importante que a cada dia eu renove o meu sim dizendo: “Eis aqui a serva do Senhor”. Jesus também dá o seu Sim ao Pai dizendo: “Eis que faço a tua vontade ó Pai.

Tryssia