ORAÇÃO DE INTERCESSÃO

Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo, nós vos agradecemos a vida de Madre Leônia. Nós vos louvamos pela sua disponibilidade em cumprir a vossa vontade, seguindo Jesus Missionário e Redentor. Nós vos bendizemos pelo seu amor dedicado à Igreja, anunciando o Evangelho e servindo os irmãos e irmãs principalmente os mais pobres.

Suplicamo-vos ó Pai, a graça de amar e servir os pobres e a missão evangelizadora da Igreja. Que a Eucaristia e o Imaculado Coração de Maria nos ajudem a sermos fiéis ao vosso projeto divino, vivendo o ideal de amor e santidade a que somos chamados pelo batismo.

Concedei-nos, ó Pai misericordioso a glorificação de Madre Leônia, aqui na terra, para o incentivo nosso e de toda Santa Igreja. Por intercessão dela, vos pedimos a graça... (cada um pense, em silêncio na graçca que mais deseja receber de Deus). Por Cristo Nosso Senhor. Amém.


Imprimatur: +Dom Albano Cavallin


Londrina, 2 de fevereiro de 1998


Comunicar as graças alcançadas por intercessão de Madre Leônia Milito ao email tereclar@sercomtel.com.br

Arigatou Gozaimasu

Arigatou Gozaimasu
O blog recordar é viver agradece sua visita...

sábado, 8 de setembro de 2018

Presente


Aparecida Carvalho e eu no dia 07 de setembro de 2018 ganhamos um lindo presente, uma estampa de Nossa Senhora vinda do Japão. Ficamos muito felizes! ありがとう Shizuco, Satoru, Sueki, Emi e Takashi.

Dedicatória do verso: マリアさまが。このうちを みまもつてくださいますようにいのります。Maria, Nossa Senhora proteja essa casa. 二0十八年 九月 七 日 07 de setembro de 2018 Com carinho família Makiyama 悟 Satoru 静子 Shizuco

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

O FOGO DO DESCASO

O FOGO DO DESCASO


Em 02 de setembro de 2018 o Brasil perde mais uma vez para o descaso. Descasos e mais descasos “lançam fogo em nosso País”. Fogo devastador que arrasa com tudo, “fogo do descaso” que fica incontrolável.
O fogo arrasador no Museu Nacional do Rio de Janeiro, foi uma tragédia anunciada como tantas outras tragédias em nosso Brasil vem sendo anunciadas e as providências não são tomadas, porque os dirigentes de nosso País que estão no poder com o voto popular nada fazem para acudir as emergências em diversos setores, pois “não sobra” dinheiro para investir.
E por que não sobra? Não sobra porque usam as verbas para cobrir suas emergências pessoais, usam para cobrir seus caprichos de status, usam para não passarem nenhuma necessidade, enquanto isso toda nação sofre com tributos altíssimos e tantas taxas impostas sem nenhum retorno para a população.
Estamos na semana da Pátria, semana em que completamos 196 da Independência do Brasil, independência essa que foi assinada ali no prédio onde abrigava o Museu Nacional, assinada por Leopoldina esposa de Dom Pedro I, assinada justamente em um 02 de setembro. Quando na ausência do esposo Dom Pedro I que havia viajado para a Província de São Paulo, Leopoldina assumiu a regência do Brasil, convocando o Conselho de Estado e decidindo pela separação definitiva entre Brasil e Portugal, assinando então a declaração da Independência. Feito isso Leopoldina através de um mensageiro envia um comunicado ao esposo sobre sua decisão e no dia 07 de setembro de 1822 às margens do Ipiranga Dom Pedro I dá o famoso grito Independência ou Morte.
Foi desse lugar do Museu Nacional, agora devastado pelo fogo que saiu o decreto do sonho de Independência de um País cheio de riquezas e de potencial de crescimento. Hoje um País que clama por justiça e clama por uma política limpa e preocupada com o Povo Brasileiro, um País que clama pelo crescimento, clama por um presente digno para cada cidadão para que tenha força e ânimo de dia a dia ir construindo um futuro promissor de uma nação guerreira e que não desiste nunca.
Providências agora serão tomadas em caráter de emergência para restaurar o prédio do século XIX que abrigava um acervo histórico gigantesco e muito importante para o Brasil e para o mundo. Como agora o País tem recursos? São recursos de emergências que poderiam ter sido usados antes para a restauração desse e de tantos outros patrimônios importantes.
Infelizmente grande parte do que havia dentro do Museu Nacional não poderá ser recuperada, eram peças únicas com um valor inestimável, perdemos!
O que sobrará são as memórias dos que tiveram o privilégio de visitar em algum momento o museu, sobrará algumas imagens feitas em reportagens ou imagens guardadas feitas pelos visitantes, sobrará as lembranças de um lugar importante para o Brasil e para o mundo, a lembrança de um lugar de estudos, pesquisas, teses.
Não estará mais palpável o fóssil mais antigo de “Luzia” a mulher mais antiga das Américas.
E quantas ainda serão as Luzias, Marias, Josés, Pedros, tantos brasileiros e brasileiras, que irão desaparecer no “FOGO DO DESCASO”?

Tryssia, 03 de setembro de 2018


Foto: https://www.google.com.br/search?tbm=isch&q=museu+nacional+fogo&spell=1&sa=X&ved=0ahUKEwiwloq_zZ_dAhUCHZAKHYU4D7oQBQgxKAA&biw=1366&bih=631&dpr=1#imgrc=NKiKIDaC1x9eFM:

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Centenário nascimento meu avô


Neste 20 de agosto de 2018 celebro com júbilo a memória do CENTENÁRIO DE NASCIMENTO do meu avô Oliviero Paulino.
Este homem pequeno em estatura, mas gigante em caráter merece ser lembrado. Amava viver! Fica aqui selada esta data que foi tantas vezes festejada e comemorada, hoje está em minha memória afetiva e saudosa.
"Nossos antepassados deixaram fortes marcas em nós... Séculos e mais séculos nos separam dessas pessoas que foram nossas origens, nossa Gênese."

Há 5 anos atrás idealizei um projeto e comecei buscar em meu baú de memórias as lembranças que tinha da convivência com meu avô e comecei escrever e pesquisar minhas origens em documentos e em fotografias, o que resultou em um livro intitulado FRAGMENTOS DE PENSAMENTOS.


Tryssia



quinta-feira, 9 de agosto de 2018

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

"O estranho do ninho"


“O estranho do ninho” 

 Hoje falamos tanto de preconceitos, falamos de acolher as diferenças dos outros, falamos em racismos, discriminações raciais, discriminações corporais, discriminações sexuais, e tantas outras discriminações. Falamos do tal bullying que está fervilhando em plena erupção soltando lavas destruidoras.
Falamos, falamos e falamos, mas quando acontece com a gente sentimos na pele o que é sofrer alguma discriminação, e se nos irritamos com a chacota do outro, somos “o estranho do ninho”, o estranho que não pode reagir ao ser apontado por sua diferença, somos o mal educado e o idiota que encara ou vai tirar satisfação.
Noto que muitas vezes os que têm mais pré-conceitos são as crianças e os adolescentes, que apontam sem dó nem piedade para o “defeito” alheio, e na maioria das vezes acompanhados por seus responsáveis que fingem não terem visto nada e ai ai ai do apontado se for encarar ou tentar dialogar, se isso acontece o responsável reage de imediato e diz que ele próprio cuida da educação do protegido e conclui que se trata apenas de uma criança ou de um inocente.
Quando será que os “estranhos do ninho” poderão circular sem serem apontados com chacota e comentários dolorosos que machucam no mais profundo?
Ser o “estranho do ninho” não é uma escolha, o “patinho feio” não pediu para ser diferente, ele é assim e só quer ser pato como os outros e viver sem ser magoado pela sua diferença. 

 Tryssia – 09 -02-2018

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Nossa Senhora Aparecida 300 anos



A imagem encontrada em 1717 no Rio Paraíba por três simples pescadores Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso, completa hoje 300 anos. Imagem pequenina, com uma força incrível. Imagem encontrada separada corpo e cabeça. O que queria Deus com aquele achado inusitado?

 Assim como no Evangelho os pescadores lançam as redes de pesca e o peixe não vem, insistentemente pedem a intercessão de Nossa Senhora e confiando em Deus lançam a rede e eis que vem o corpo de uma pequena imagem, mais uma vez lançam a rede no rio e agora vem a cabeça e os peixes começam saltar em volta do barco, outra tentativa e desta vez a rede vem tão cheia de peixes que tiveram que retornar ao porto, pois o barco ameaçava virar com o peso dos peixes. Esta foi a primeira intercessão atribuída a Nossa Senhora Aparecida.

 Aparecida apareceu para homens simples, mas que acreditaram e insistiram na pesca. Por quinze anos a pequena imagem de 36 centímetros permaneceu na casa do pescador Filipe Pedroso, onde as pessoas da região reuniam-se para rezar e assim a devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida foi crescendo. 

A imagem certamente ficou por anos no fundo do rio. Originalmente sua cor era clara, mas a ação do tempo imersa nas águas e também a fumaça do fogão de lenha da casa onde ela passou anos e o fumegar das velas que os devotos a ela acendiam foi deixando ela cada vez mais escura, com a cor da nossa gente brasileira.

 Hoje nossa Mãe Aparecida é a Padroeira do Brasil, essa simples e pequena imagem arrasta multidões até o Santuário de Aparecida, multidões de devotos de todo país e até de outros lugares mundo afora, visitam o Santuário Nacional de Aparecida. 

Algo tão inesperado, a aparição de uma imagem no século XVIII torna-se tão grandiosa e leva multidões a visita-la.

 Imagens para muitos é idolatria, mas para mim imagens são apenas sinais da presença de Deus. Não idolatro a imagem, mas sei e acredito que ela é um Sacramento, algo Sagrado que me ajuda a chegar mais perto do Santo dos Santos que é Deus, o mais Sublime e o mais Sagrado. Acima de Deus não há nada Ele é o Todo Poderoso, Onipresente e Onisciente, mas Ele nos coloca sinais não para idolatria mas como apontamento. 

Deus quis que seu Filho Jesus nascesse de uma mulher, quis que seu Filho Jesus estivesse no meio de nós se se fizesse um de nós. Deus quis estar conosco e quis nascer de uma mulher, Deus nos deu Maria por Mãe e quando pedimos algo a uma Mãe ela intercede por nós. 

Com minha mãe aprendi amar Nossa Senhora, a Mãe de Deus e minha mãe, Ela me cativou e me adotou como filha. Nossa Senhora de tantos nomes, de tantas faces, de tantas cores, de tantas raças, é a mesma Mãe de Jesus. Ter Mãe é uma dádiva maravilhosa! Tenho Mãe, tenho mães... 

Nossa Senhora Aparecida, Mãe amada e querida por tantos, roga por nós povo brasileiro, intercede por nós junto a Deus, junto a seu Filho Jesus, para que o Espírito Santo com seu fogo abrasador ilumine a nação brasileira. Que por muitos e muitos séculos perdure a devoção a Nossa Senhora. 

Cubra-nos com Seu Manto Materno. Amém 

Tryssia, 12 de outubro de 2017 Festa dos 300 anos de Aparecida




quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Viagem a USA



Viagem para USA 

Um sonho realizado, viajar para USA, ir na Disney e conhecer o famoso Castelo da Cinderela, ver o Mickey, Minnie e seus amigos... Dezesseis pessoas, um grupo, o mesmo sonho... Como valorizamos nosso País quando estamos em terras estrangeiras, nos damos conta de que amamos nossa terra, nossa gente, nosso idioma, nossos costumes... 

Nem tudo são flores em terra alheia, pois esbarramos em alguém em ao invés de dizermos Sorry (Desculpa), dizemos Thank you (Obrigado), alguém pergunta Where are you from? (De onde você é?), e sem pestanejar a gente responde My Family (Minha família).

Olhamos um lugar maravilhoso que vende sabonetes lindos e perfumados e ficamos felizes, pois podemos trazer um sabonete top de Mickey como lembrança para as pessoas, olhamos o preço na plaqueta e não entendemos que OZ é uma medida que não conhecemos e achamos legal o preço e enchemos uma cesta para trazer, e ao chegar no caixa, putz, o preço é o que está atrás do sabonete, muitas vezes mais caro do que vimos na plaqueta, então devolvemos tudo e para não ficar muito feio trazemos apenas 4 sabonetes. 

Andar por onde não sabemos é difícil, e mesmo na era do GPS a gente acaba se perdendo pelos caminhos, então paramos para pedir informação e a pessoa responde que não pode ajudar porque também tem problemas e está com problemas. Então o jeito é seguir e buscar o caminho certo.

Viagem em grupo é lindo mas tem seus desafios, e algumas coisas dá muita “Reiva” (raiva), Risos...

Assim é visitar um lugar desconhecido, aprendemos muito com o outro, com a outra cultura, com o outro idioma, com a outra medida, outra forma de contar a quilometragem, enfim tudo nos faz sair de nossa zona de conforto e começar prestar atenção em coisas que em nosso aconchego muitas vezes nem nos damos conta.

Tryssia, 25 de setembro de 2017


domingo, 20 de agosto de 2017

Vô Oliviero 99 anos de seu nascimento


Neste 20 de agosto de 2017 esse homem pequeno em estatura mas gigante em caráter, meu querido e amado avô materno Oliviero Paulino estaria completando 99 anos. Hoje declaro aberta a celebração de seu centenário de nascimento, assim como festejamos grandes celebridades meu avô que era alegre e amante de festas e festejos, ah como amava festejar! É merecedor de fazermos memória dele.

Tryssia

quinta-feira, 6 de julho de 2017

10 ANOS SEM VOCÊ



Mãe você foi um reflexo de Deus aqui na terra, obrigada por dar-me a vida e por doá-la com gratuidade. 

 10 ANOS SEM VOCÊ 

 Mãe neste 06 de julho de 2017 fazem 10 anos que fiquei sem você. Fiquei sem sua presença física Fiquei sem seu abraço Fiquei sem sua voz Fiquei sem seu carinho Fiquei sem seu colo Fiquei sem seu sorriso Fiquei sem seus conselhos Fiquei sem seu cafuné em meus cabelos Fiquei sem suas broncas Fiquei sem você Mãe, quanta saudade nesses 10 anos! E agora convivo com essa saudade e com as lindas lembranças e ensinamentos dos 33 anos que você esteve comigo. Você mãe, como muitas vezes te falei, sempre será meu exemplo de honestidade, amor, doação, fidelidade. No fim de seus dias aqui na terra você foi guerreira, mesmo com dores horríveis você cuidou de mim, e inspirada por Deus em suas últimas palavras fez um pedido para que alguém muito especial não me deixasse sozinha. Você mãe, me confiou a Aparecida que assim como você Antonia Aparecida leva o nome de Nossa Senhora Aparecida, nome dessa Mãe celestial que não nos abandona. Aparecida assim como você hoje é para mim exemplo de doação e fidelidade, exemplo de quem vive o Evangelho, vive o mandamento do amor com radicalidade doando sua própria vida. Obrigada minha mãe Antonia Aparecida por ter me gerado em seu ventre e cuidado de mim com tanto amor e tanta doação. Obrigada minha mãe Aparecida por ter me gerado no coração e por tudo que a seu lado aprendo e cresço a cada dia, sem você, sem seu amor, sem seu apoio não sei o que seria de mim. Obrigada minha Mãe Nossa Senhora Aparecida por sua ternura e amor por nós. Obrigada minhas 3 mães APARECIDA, 3 mulheres fortes e marcantes em minha vida, 3 mulheres de Fé, 3 mulheres doadas e empáticas.

Sua filha que te ama, Tryssia


segunda-feira, 29 de maio de 2017

Centenário de nascimento


Centenário de Nascimento Dulce de Almeida Martins, nossa querida Dona Dulce. Nascida em 1917 no estado da Bahia. Muito à frente de seu tempo decide ir para o Rio de Janeiro estudar na Escola de Enfermagem Anna Nery, lá graduou-se na profissão escolhida. Também no Rio de Janeiro ainda estudante de enfermagem conheceu seu grande amor, um médico com quem casou-se e constituiu sua família. Anos se passaram e Dona Dulce já viúva a alguns anos veio residir em Londrina. Foi então que tivemos o privilégio de conhecer essa pequena mulher em estatura mas mulher gigante e valorosa em caráter e sabedoria. Estar com dona Dulce era como estar em uma biblioteca, onde temos uma infinidade de assuntos para conhecer e ela tinha muito conhecimento, pois gostava de ler, conversar, estar com as pessoas. Amava a vida, amava as pessoas, tinha muita Fé. Celebrar a vida para ela todo 29 de maio era realmente uma festa, onde ela mesma preparava algo para ler em agradecimento por mais um ano de vida, pela família e pelos amigos que ela tanto estimava. O tempo que estivemos por perto dela aprendemos muito. Dona Dulce tinha uma enorme vontade de viver, sabia um dia iria partir, mas tinha muito dó de deixar as pessoas que amava. Viveu 97 anos de muita lucidez, e com a saúde apesar de frágil vivia feliz com as pessoas que a rodeava. Era desejosa de chegar aos cem anos, mas em outubro de 2014 aos 97 anos já bastante fraca no leito de um hospital veio a falecer. Chega 29 de maio de 2017, data em que marca o centenário de nascimento dessa pequena gigante. Não poderia deixar passar em branco uma data tão querida por essa pessoa. Dona Dulce 100 anos de seu nascimento, seus ensinamentos ainda nos rodeiam, de onde estiver olhe por nós. 

 Tryssia e Aparecida

 "Nossos idosos são verdadeiras bibliotecas, quando partem deixam muitas lacunas." 
(Tryssia, 10/2016)



sexta-feira, 14 de abril de 2017

Lar




domingo, 25 de dezembro de 2016

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Ternura


Meu lindo e amado sobrinho Frederico beijando seu amiguinho Benjamin. Oxalá tivéssemos um coração de criança onde não existe discriminação e preconceitos. Lindos.

Tryssia

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Dia de Santa Cecília - Padroeira dos Músicos



“ A boa música entra suave em nossos ouvidos, são inspirações Divinas que nos emocionam e faz nossa alma se alegrar."


Tryssia 22-11-2016



domingo, 20 de novembro de 2016

Dia da Consciência Negra 20-11-2016

foto: by Aparecida Carvalho

Seja qual for a cor da pele, seja qual for a raça, seja qual for o idioma, seja qual for a religião..., somos iguais perante Deus. O amor não tem cor! Queremos apenas amar e ser amados, respeitar e ser respeitados. O ser humano é um arco íris de diversidade, cores que quebram a monotonia. Imaginemos uma caixa de lápis de cor que venha uma só cor, como iríamos colorir? Não importa se somos negros, amarelos, brancos, vermelhos, mestiços... Nada disso importa, pois cada um na sua individualidade é a imagem e semelhança de Deus, que se fez um de nós e habitou em nosso meio, somos amados sem distinção por Ele. Daí-nos querido Deus um coração capaz de acolher cada pessoa que colocas em nosso caminho. 

 Tryssia 20/11/2016 


foto: by Tryssia Carmo


sábado, 19 de novembro de 2016

Dia da Bandeira


Minha bela e amada BANDEIRA BRASILEIRA, que seu brado retumbante seja ouvido. 
Suas cores e valores jamais percam o brilho. 
O verde seja preservado, o amarelo não seja roubado, o azul seja transparente, o branco nos traga paz. 
A Ordem seja justa, o Progresso seja para todos, e as estrelas brilhem com intensidade para o povo brasileiro. 

 Tryssia 19/11/2016 - dia da Bandeira

terça-feira, 25 de outubro de 2016

O garoto M


O garoto M

 By Tryssia Carmo 
Londrina, 25 de outubro de 2016 

 Hoje Aparecida e eu saímos para almoçar, ao sair de casa tínhamos combinado em almoçar em um lugar, mas no meio do caminho os planos mudaram e decidimos comer em outro lugar, onde uma vez fomos e não gostamos e agora que mudou a direção resolvemos arriscar e tentar novamente. Entramos no estacionamento do local e em meio a chuviscos que caia entramos no estabelecimento. Eis que sentado ali na frente tinha um garoto negro vendendo chicletes, olhamos e entramos. Sentei à mesa e falei para a Aparecida vou lá fora ver se aquele garoto quer comer, ela disse “vai sim”. Fui lá fora e perguntei qual era o nome dele e a idade e com a voz lá no fundo e os olhos tristes me respondeu: “meu nome é M” e tenho treze anos. Eu perguntei se ele já havia almoçado e me disse que não, e eu perguntei se ele queria comida ou um lanche, com a voz baixa me disse que preferia comida. Entrei no estabelecimento e falei para a Aparecida e se trouxermos o garoto para comer conosco aqui dentro?! Deve ser tão ruim comer lá fora e entrando ele pode escolher o que quiser e tiver vontade de comer. O gerente do local muito simpático acolhia os que chegavam, o chamamos e perguntamos se o estabelecimento tinha algum problema se trouxéssemos o garoto para comer na nossa mesa, o rapaz com um belo sorriso nos disse que não tinha problema nenhum trazer o garoto. Assim fizemos, voltei lá fora e o convidei para entrar e comer à mesa conosco, o olhar dele mudou e brilhou, aceitando o convite, ele entrou comigo e o coloquei na cadeira ao meu lado; ele segurava uma mochila surrada e a caixinha de chicletes, eu disse que colocasse a mochila no chão e a caixinha de chicletes em cima da mesa, ele assim fez. Percebemos algumas reações no estabelecimento, a Aparecida do ângulo que estava sentada percebeu uma mulher tapar o rosto para não ver a cena de colocarmos à mesa junto conosco um garoto pobre, negro e mal vestido, do ângulo que eu estava, uma mulher com sua família me sorriu, entendi que o sorriso dela era de satisfação pelo gesto de colocar o menino à mesa conosco. Enfim são diversas as reações, um dos garçons se aproximou de nós e nos disse que ficou edificado com o gesto de trazermos o garoto para sentar à mesa. Demos a M o cardápio e ele não sabia o que escolher, talvez por tantas opções ou por vergonha, dissemos que ele ficasse a vontade e escolhesse o que quisesse, mas ele não escolhia, então fomos ajudando com perguntas, se ele gostava de carne, de frango, até que disse que preferia frango e então junto conosco decidiu por um prato com arroz, feijão, frango, batata frita e salada. A salada só comeu um pouquinho e baixou a cabeça com vergonha, e dissemos para ele ficar tranquilo, que senão quisesse não precisava comer, ele pareceu se sentir aliviado, dai chegou o prato principal, ele estava de boné e imediatamente ao se deparar com o prato à sua frente, ele tirou o boné, atitude que achei muito bonita, e começou comer depressa, comeu toda carne, todo feijão, deixou um pouquinho de arroz e um pouco de batata frita, ai perguntamos se ele estava satisfeito e disse que sim que estava, eu perguntei se ele queria levar a batata frita para comer mais tarde e ele quis. Chamei a garçonete e pedi para embalar a batata para ele levar, e ela disse que a embalagem tinha um custo de R$ 2,00 reais, e dissemos que tudo bem. Ao voltar com a batata embalada nos sorriu e disse a embalagem não será cobrada. Depois que comemos e que o M também comeu, conversamos com ele, demos a ele alguns conselhos, o incentivamos continuar estudando. Agradecido ele levantou da mesa, colocou o boné, pegou a mochila e a caixinha de chicletes, e com um sorriso de gratidão nos disse DEUS ABENÇOE. Obrigada ao garoto M que podemos chamar de M esperança. Obrigada M por aceitar nosso convite. Quero encontrar mais vezes com ele para quem sabe conversar e conhecer mais seus anseios, saber de seus sonhos, de suas esperanças. Só tenho que agradecer a Deus por suscitar o desejo de ajudar alguém concretamente, só Deus pode nos dar essas inspirações. Obrigada Senhor. Ps: Não quisemos tirar foto com M, achamos que não seria o momento para isso. 

 “O estômago não tem relógio, o pobre e faminto também não. Então, não podemos nos irritar se ele bate à nossa porta pedindo comida fora do horário que para nós é uma regra. A fome é urgente e precisa ser acudida com urgência.” (Tryssia, 2006)

terça-feira, 4 de outubro de 2016

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Natividade de Nossa Senhora, celebramos o nascimento da Mãe de Jesus

O nascimento da nova Eva

Alegra-te, Adão, nosso pai, e sobretudo tu, Eva, nossa mãe. Vós que fostes, ao mesmo tempo, nossos pais e nossos assassinos; vós que nos destinastes à morte ainda antes de nos terdes dado à luz, consolai-vos agora. Uma das vossas filhas – e que filha! – vos consolará. [...] Vem pois, Eva, corre para junto de Maria. Que a mãe recorra à filha, pois a filha responderá pela mãe e apagará a sua falta. [...] Porque a raça humana será agora elevada por uma mulher. 

Que dizia Adão? «A mulher que me deste ofereceu-me o fruto da árvore e eu comi» (Gn 3,12). Palavras vis, que agravaram a sua falta em vez de a apagarem. Mas a divina Sabedoria triunfou sobre tanta malícia: no tesouro da sua inesgotável bondade, Deus encontra agora aquela ocasião de perdoar que tinha tentado, em vão, fazer nascer ao interrogar Adão. A primeira mulher é substituída por outra, uma mulher sábia no lugar da insensata, uma mulher humilde tanto quanto a outra era orgulhosa. 

Em vez do fruto da árvore da morte, ela apresenta aos homens o pão da vida, substituindo aquele alimento amargo e envenenado pela doçura dum alimento eterno. Transforma pois, Adão, a tua acusação injusta numa expressão de agradecimento, e diz: «Senhor, a mulher que me deste ofereceu-me o fruto da árvore da vida. Comi dele e o seu sabor foi para mim mais delicioso que o mel (Sl 18,11), porque por este fruto me devolveste a vida.» Foi por isso que o anjo foi enviado a uma virgem. Ó Virgem admirável, digna de todas as honras! Ó mulher que temos de venerar infinitamente entre todas as mulheres, tu reparaste a falta dos nossos primeiros pais, tu deste vida a toda a sua descendência.

Comentário: São Bernardo (1091-1153), monge cisterciense, doutor da Igreja 

Louvores da Virgem Maria: homilia 2
http://evangelhoquotidiano.org/main.php?language=PT&module=commentary&localdate=20160908&id=4836

Maria nasce, é amamentada e cresce para ser a Mãe do Rei dos séculos, para ser a Mãe de Deus
Hoje é comemorado o dia em que Deus começa a pôr em prática o Seu plano eterno, pois era necessário que se construísse a casa, antes que o Rei descesse para habitá-la. Esta “casa”, que é Maria, foi construída com sete colunas, que são os dons do Espírito Santo.
Deus dá um passo à frente na atuação do Seu eterno desígnio de amor, por isso, a festa de hoje, foi celebrada com louvores magníficos por muitos Santos Padres. Segundo uma antiga tradição os pais de Maria, Joaquim e Ana, não podiam ter filhos, até que em meio às lágrimas, penitências e orações, alcançaram esta graça de Deus.
De fato, Maria nasce, é amamentada e cresce para ser a Mãe do Rei dos séculos, para ser a Mãe de Deus. E por isso comemoramos o dia de sua vinda para este mundo, e não somente o nascimento para o Céu, como é feito com os outros santos.
Sem dúvida, para nós como para todos os patriarcas do Antigo Testamento, o nascimento da Mãe, é razão de júbilo, pois Ela apareceu no mundo: a Aurora que precedeu o Sol da Justiça e Redentor da Humanidade.
Nossa Senhora, rogai por nós!

http://santo.cancaonova.com/santo/natividade-de-nossa-senhora-celebramos-o-nascimento-da-mae-de-jesus/

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Theodoro 1 ano


Um ano passou veloz, desde que te vi
de perto, seus olhos ternos me conquistaram...
Cada fotografia sua para mim é uma alegria... cada sorriso...
cada olhar... é um cativar...
Theodoro o pequeno encantador que tem no
nome, o Nome do Sublime CRIADOR...
Hoje é seu primeiro ano de
muitos anos... Que Deus
te abençoe e proteja...
Hoje já podes dizer:
O tempo passa depressa, 1 ano
vai ficando para trás...
Tomem cuidado meninas
já já serei um rapaz...

Com carinho tia Tryssia

Londrina 30 de junho de 2016




sexta-feira, 10 de junho de 2016

O show da TV ao vivo em Londrina!

(foto by: Tryssia Carmo) 

São tantas emoções...
Escutar Roberto Carlos é muita emoção...
Assistir Roberto Carlos nos especiais na televisão a emoção aumenta...
Escutar e assistir Roberto Carlos ao vivo e a poucos metros dos olhos é uma emoção indescritível!!!
E foi isso que vivi no dia 09 de junho de 2016 em Londrina no show do Roberto Carlos, rei da música ao vivo e a cores bem pertinho dos olhos e do coração, quanta emoção.
A primeira vez que fui ao show do rei em Curitiba era dia 29 de março de 2014, ano em que completei 40 anos, o show estava lindo, foram muitas emoções de estar pela primeira vez e achei que fosse a única que iria ver meu grande ídolo de perto, mas uma outra oportunidade chegou e dessa vez em Londrina foi ainda mais lindo e mais emocionante e apesar de ser a segunda vez tudo foi mais lindo e mais emocionante, pois eu estava bem mais perto, menos anestesiada e mais solta para curtir o show; tão solta que gritava: Lindo... Te amo... Você é o cara... Até que de repente ele me mandou um beijo, my God, explodi de emoção, era para mim... ele me viu na plateia... ele jogou um beijo para mim... naquela multidão no Ginásio de Esportes Moringão em Londrina, e o beijo foi para mim... Ual!!! Quanta alegria!!! Quanta emoção!!! Quanta honra!!!
Roberto Carlos estava muito solto, muito carismático e interagia com muita alegria com o grande público presente no show, fez uma apresentação impecável, era o show que sempre assisto pela televisão só que ao vivo, era um especial do RC bem pertinho de mim.
O maestro Eduardo Lages da início ao show fazendo um pout-porri com algumas das músicas que serão apresentadas no show pelo rei Roberto Carlos. A emoção já começa aflorar com esse momento, ao som da melodia Como é Grande o Meu Amor por Você todo ginásio presente canta para esperar a entrada tão esperada do RC no palco, um coro afinado espera o grande momento... A explosão toma conta quando é anunciada a entrada: “Com vocês Robertoooooo Carlossssss...” Ele entra sorridente e depois de algumas palavras ao público ele diz: “Quero dizer uma coisa para vocês...” e então canta: “Quando eu estou aqui eu vivo esse momento lindo...” O público vai ao delírio e aplaude efusivamente.
Nada de novo em seu repertório, mas cada música cantada, cada palavra falada é única e nova, pois o momento é único e merece o glamour das canções já conhecidas de sua carreira e que são marca registrada.
A emoção maior para mim, foi quando falou do amor por sua mãe e falou desse amor que não morre jamais, e cresce a cada dia, cantou Lady Laura e ao final foi nítido ver Roberto Carlos secando as lágrimas dos olhos e em seguida começou cantar Nossa Senhora, expressando também seu amor pela Mãe de Deus e nossa Mãe.
O show continuou com Roberto Carlos vivenciando cada canção apresentada ao público apaixonado... RC sempre com seu jeito clássico de cantar segurando o pedestal do microfone de lado, terno azul e camisa branca suas cores preferidas, RC suspirou e arrancou suspiros durante todo show.
Ao finalizar com a canção Jesus Cristo, muitos começaram a se aglomerar em frente ao palco para conseguir pegar uma das rosas brancas ou vermelhas arremessada por Roberto Carlos, gesto típico de todos os shows e um momento muito esperado... Eu não consegui a rosa, mas ninguém vai conseguir roubar de mim essa recordação maravilhosa...
Não importa se consegui pegar uma rosa de suas mãos ou uma pétala caída no chão, o importante é que Emoções eu vivi...

Tryssia

Londrina 09 de junho de 2016

 (foto by: Aparecida Carvalho)

sábado, 4 de junho de 2016

Imaculado Coração de Maria

 Misericórdia de Deus eu me entrego a vós pelo IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA.
IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Mãe e Rainha nossa amparai-nos somos vossas (os) filhas (os).


Imaculado Coração de Maria
Esta memória ao Imaculado Coração de Maria não é nova na Igreja; tem as suas profundas raízes no Evangelho que repetidamente chama a nossa atenção para o Coração da Mãe de Deus. Por isto, na Tradição Viva da Igreja encontramos esta devoção confirmada pelos Santos Padres, Místicos da Idade Média, Santos, Teólogos e Papas como João Paulo II.
"Depois ele desceu com eles para Nazaré; era-lhes submisso; e a sua mãe guardava todos esses acontecimentos em seu coração". Este relato bíblico que se encontra no Evangelho segundo São Lucas, une-se ao canto de louvor entoado por Maria, o Magnificat; a compaixão e intercessão diante do vinho que havia acabado e a presença de Maria de pé junto a Cruz, revelam-nos a sintonia do Imaculado Coração de Maria para com o Sagrado Coração de Jesus.


sexta-feira, 3 de junho de 2016

Sagrado Coração de Jesus


HOJE EM LONDRINA É FERIADO, DIA DO PADROEIRO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS, QUE ELE NOS ABENÇOE. SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS TEMOS CONFIANÇA EM VÓS.

No coração de Jesus Tenho tudo que eu quero No coração de Jesus Tenho a paz que eu preciso Tenho o abrigo perfeito Contra qualquer perigo Tenho o apoio da mão Do verdadeiro amigo O coração de Jesus Ilumina minha alma O coração de Jesus Me dá força, me acalma Nele eu posso chorar E pedir seu perdão O coração de Jesus É minha salvação Oh! meu sagrado coração de Jesus Que morreu por nós, coração de Jesus Filho de Deus e nosso irmão Meu sagrado coração de Jesus Aqui estamos coração de Jesus Nos abençôa, coração de Jesus E nos perdoa tê-lo posto na cruz coração de Jesus No coração de Jesus Qualquer um, qualquer hora Encontra as portas abertas Não quer mais ir embora Come do pão que é do trigo Dos campos do céu No vinho o sangue que lava O pecado mais cruel Feliz daquele que crê No verdade infinita Pois tem no amor de Jesus Tudo o que necessita Jesus vive em mim E eu vivo no Seu coração O coração de Jesus É minha salvação Oh! meu sagrado coração de Jesus Que morreu por nós, coração de Jesus Filho de Deus e nosso irmão Meu sagrado coração de Jesus Aqui estamos coração de Jesus Nos abençôa, coração de Jesus E nos perdoa tê-lo posto na cruz Coração de Jesus Oh! Meu sagrado coração de Jesus Que morreu por nós, coração de Jesus.

Letra: Roberto Carlos.

terça-feira, 31 de maio de 2016

Visitação de Nossa Senhora


A Igreja celebra a festa da Visitação de Nossa Senhora à sua prima Santa Isabel, em Ain-Karin, na Judeia. Isabel estava grávida de São João Batista, o precursor de Jesus. É o encontro de duas mulheres que celebram jubilosas a vinda de Jesus Salvador: o Reino de Deus, a Boa Nova, as promessas de Deus já estão cumpridas e continuam a cumprir-se no meio dos homens de boa vontade. 
No seu Evangelho, São Lucas afirma: naqueles dias, Maria pôs-se a caminho para a região montanhosa, dirigindo-se apressadamente a uma cidade de Judá. Entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel. Ora, quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu ventre e Isabel ficou repleta do Espírito Santo. Com um grande grito, exclamou: "Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre!" (Lucas 1,39ss.). 
É o milagre da vida que brota com força e poder e vence o mundo. É a força e o poder da Palavra de Deus que faz a Virgem conceber e permite que aquela que era estéril dê à luz (Lucas 1,30 ss.). É por isso que Maria, trazendo Jesus em seu seio, irrompe neste sublime canto de alegria e júbilo que é o "Magnificat" (Lucas 1,46-55).

http://evangelhoquotidiano.org/main.php?language=PT&module=saintfeast&localdate=20160531&id=539&fd=1